Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Estratégias’

Há duas coisas que odeio na linguagem futebolística: a demagogia e mentira que se iguala à da política para disfarçar o que não está bem; e a maledicência contra os adversários com graves acusações, semelhante à da política para enfraquecer os opositores. Falando claro: o plantel do Benfica tem problemas, nomeadamente lacunas graves a preencher e Rui Vitória sabe isso e eu sou benfiquista mas não aceito que me tomem por ingénuo.

Nem acredito que Rui Vitória esteja já satisfeito ainda com este plantel, nem eu estou. É desvalorizar a inteligência dos benfiquistas dizer isso agora, mesmo que aprenda mais e se corrija melhor os problemas para a época com os desaires da pré-época do que com os sucessos desta.

Contudo, para o que der e vier estou sempre ao lado do meu Benfica

Read Full Post »

Não sei se será bom ou não para o Português comum, mas já percebi o amargo para Primeiro-ministro ao não ter o controlo da maior rede de comunicação em Portugal, pois a propaganda do atual Governo  passou por os média serem no mínimo simpáticos a este executivo rosa e, quando não, acusados de serem conotados com outro partido.

A Altice ao ser dona da estação de televisão com maior audiência nacional, duma estação de rádio, da maior rede de telefones e telemóveis, do maior fornecedor de internet e de distribuição por cabo em Portugal e sem necessidade de nenhuma subserviência ao espírito dominante de centro esquerda nacional, onde não se falar com um tom rosado se é imediatamente rotulado de se ser tendencioso e para se ser independente implica ser-se simpático com um certo tom politicamente correto de centro esquerda pode de facto ser um problema grave para Costa.

Seria possível acusar uma trovoada seca de uma tragédia resultante de um incêndio onde vários indícios apontam para este ter-se iniciado anteriormente se os OCS fizessem bem o seu papel sem se deixarem dominar pelo atual Governo?

Seria possível sair impune um Governo que leva 15 dias a desculpar-se da gravidade de um roubo de material bélico, demitir chefias militares e depois dizer-se descaradamente que se tratava de material obsoleto sem ser confrontado a sério pela comunicação social de modo doloroso?

Seria possível acusar-se sempre a herança dos adversários que saíram do poder de tudo o que corre mal e assumir os louros do que melhorou excluindo essa mesma herança se houvesse um escrutínio eficaz da comunicação social?

António Costa já fez a sua escolha de operadora, privada é certo pois são todas… mas eu também mantenho a minha, pois não me curvo perante a sua demagogia discursiva, que até reconheço ser inteligente e eficaz com uma comunicação que se deixa dominar pela sua estratégia informativa.

Agora se Altice será ou não uma boa rede integrada de comunicação e serviços para os Portugueses, isenta e se vai cumprir o seu papel na sociedade é ainda muito cedo para se tirar conclusões, mas que não está refém de Costa lá isso por agora não está e isso em princípio pode ser bom para o regime democrático.

Read Full Post »

O que se assiste no caso da comissão parlamentar que investiga as influências políticas no Centro de Saúde da Madalena e levou a todos os partidos da oposição: PPM, PCP, BE, CDS e PSD, retirarem a confiança ao deputado Miguel Costa, enquanto o PS, em vez de apostar na transparência, opta por cobrir o jogo, mostra como a governação nos Açores cada vez mais se assemelha a um regime doente típico da América Latina.

Este mal que envenena a democracia é típico de qualquer grupo que ocupa por excesso de tempo o poder, o que leva ao normal estender de tentáculos dessa fação a todo o espaço político e social e ao alastrar do mal onde domina. Não tenho complexo em dizer que após 20 anos de PSD a governar nos Açores nas primeiras décadas de autonomia o partido asfixiava a sociedade, logo não me admira que agora já com mais de 20 anos de poder rosa, seja esta a asfixiar todo o Arquipélago.

Lembro-me do o PSD estar cheio de convictos sociais-democratas que transpiravam oportunismo e vomitavam sobranceria e o partido era justamente acusado disso, mas com a derrota laranja esse tipo de pessoas, lenta ou rapidamente, foi-se transferindo para o campo socialista quando este se foi eternizando no poder e então os tiques hoje mudaram de lado e muitas vezes com despudor há rosas de coração que há umas décadas eram as mais convictas laranjas da Região ou  então viviam à sombra do laranjal para deste colherem os frutos do seu interesse.

Mas a democracia tem este problema como as frutas e as flores, também apodrece e murcha quando se deixa o quintal entregue a si mesmo sem renovação e o arrancar das suas infestantes e com o tempo sufocam tudo e o culpado disto é mesmo o dono do campo: o Povo que por comodismo e medo não foi capaz de garantir as podas das plantas que passaram a dominaram o meio nem garantiu outros novos plantios.

Read Full Post »

Durante vários anos recentes não havia vaga de calor em que os OCS não despejassem números de mortos por problemas vários associados ao calor. No ano passado mudou o Governo e o assunto parece ter sido esquecido. Este ano Pedrógão Grande centrou as atenções, mas será que terminaram as mortes pelo calor em Portugal ou agora não interessa levantar o problema? Quem está a escrutinar esta situação?

A questão é independente da tragédia dos fogos, mas suspeito que o silêncio se prende com outros interesses que não são altruístas, mas sim de defesa política. Espero estar enganado sobre uma possível existência onda de mortes devido ao calor silenciada, mas na eventualidade dela ter ocorrido de forma despercebida aqui fica a chamada de atenção…

Read Full Post »

Muito triste, mas não surpreendente. Há tantos anos se fala da má política de prevenção contra incêndios em Portugal: investe-se no combate com exposição nas TV, mas não há coragem para ações de fundo, discretas e necessárias à prevenção deste tipo de catástrofes devido a outros interesses e todos os anos os incêndios se repetem, neste com o amargo duma gigantesca tragédia.

Paz aos mortos e recuperação aos feridos, mas talvez tudo continue na mesma em Portugal neste domínio pois a estratégia de fundo talvez não dê votos em função do investimento ou então outros interesses económicos impedem agir como deve ser.

Read Full Post »

Para que se fizeram os paraísos fiscais? Para líderes de topo e ricaços escaparem com dinheiro que iria direitinho para os impostos. Então porque se mantém os paraísos fiscais? Pela força da corrupção que mina o alto exercício de cargos políticos nos Estados. Mas, quando dá jeito, lá se acusa um dos que não lidera de modo incólume a corrupção. Chegou a vez de nos distraírem com Cristiano Ronaldo.

O Luxemburgo, entre outros Estados-membros continuam a ser paraísos fiscais na União Europa e o anterior Primeiro-ministro daquele ducado até preside esta União. Pois, nada a dizer isto é como aquelas legalidades à medida da EDP que Mexia nos explicou. Vamos é nos distrair com o mauzão do Cristiano Ronaldo, os outros são todos bonzinhos.

Read Full Post »

O imbróglio que os portugueses têm de pagar pela má gestão na Caixa, desaparecimento da PT, rendas da EDP resultou do mesmo vício que agora se vê nas nomeações para a TAP: o vício dos partidos maiores e do governo se entenderem para gerir as grandes empresas de forma a dar jeitos aos seus interesses e colocar lá os amigos e alguns opositores para mascarar o esquema. Assim, agora Costa volta colocar um amigo de peito à frente da TAP e um laranjinha para disfarçar, uma tática que tem dado maus resultados em Portugal e custado fortunas aos Portugueses.

Afinal, a Oeste nada de Novo… mesmo quando parece que tudo está a mudar, no fundo é sempre o mesmo e há sempre no centrão gente a alinhar nestes esquemas ou de amiguismo ou de mascarar por ambição de ser nomeado para algo em nome público.

Read Full Post »

Older Posts »