Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘dias comemorativos’

Não conheço outro feriado nacional de origem civil dependente do calendário de uma festa religiosa como o Dia da Autonomia ou Dia dos Açores. Este ano com as celebrações centradas na Horta e com a presença de S. Exa. o Presidente da República. Apesar do maior brilho das comemorações em 2017, penso que nenhum dos vícios que ataca o regime autonómico atual será corrigido, desvios dos princípios da autonomia que tanto têm prejudicado as ilhas mais pequenas dos Açores, incluindo o Faial.

Brazão

Brasão dos Açores

Apesar do orgulho que me liga à açorianidade, não me sinto motivado para aderir ao desfiles de vaidades e às bajulações a políticos que em nome do politicamente correto e da estratégia da alienação promovem festividades organizadas pelas forças da sociedade e assim conseguem silenciar o mal que lavra na autonomia dos Açores e o preservam e o reforçam, dando deste modo lugar a um modelo autonómico onde a solidariedade para as parcelas económicas mais fracas do Arquipélago e o crescimento equilibrado, sustentado e extensivo às ilhas menores deixou de ser uma prioridade arquipelágica, como o foi no início desta Autonomia, e vai sendo cada vez mais substituído por um centralismo doentio e egoísta a favor do maior centro económico e populacional desta Região.

Lamento, mas como cidadão consciente digo não a isto e a esta festa de alienação típica de uma democracia doente, antes só, do que integrar-me nisto de uma forma interesseiramente hipócrita ou por me ter deixado alienar.

Read Full Post »

benfica (1)

Um justo vencedor em campo, novamente com excesso de remates perdidos à baliza como da anterior vez com este adversário, e se na primeira parte o Benfica não superou, também não se inferiorizou ao Guimarães, para uma segunda parte onde foi rei e senhor da Taça de Portugal.

O videoárbitro não foi preciso, mas ficou evidente que se a arbitragem quiser ser tendenciosa num jogo não será este o meio de tal impedir.

Parabéns Glorioso Sport Lisboa e Benfica

Read Full Post »

Benfica

O Sport Lisboa e BENFICA conquista, pela primeira vez na sua história, quatro campeonatos consecutivos de futebol nacional: desde o ano de 2014, 2015, 2016 e, hoje, em 2017, o Glorioso passou a ser o atual TETRACAMPEÃO de Futebol em Portugal.

Como Benfiquista de coração e paixão desde que a memória da minha existência alcança, ainda antes de pisar o solo de Portugal, já palpitava este amor pelo BENFICA e como tal quero dar hoje PARABÉNS a todos os jogadores de futebol do Benfica, equipa técnica dirigida do Rui Vitória, dirigentes presididos por Vieira, sócios, simpatizantes e no fundo a mim como membro desta família encarnada que é um mundo de Paixão pelo Glorioso: SPORT LISBOA E BENFICA que hoje não só alcançou este TETRACAMPEONATO,  como o seu 36 título de campeão nacional, sem esquece a conquista no campeonato de voleibol e o sucesso no jogo de Futsal.

SLB – GLORIOSO – BENFICA- OBRIGADO POR ESTA ALEGRIA

Read Full Post »

A todos os que trabalham por conta de outrem, aos que procuram trabalho e não encontram, a todos os que trabalharam toda a sua vida e sem esquecer todos aqueles que criaram o seu trabalho ou o mantém muitas vezes sem qualquer feriado que o lembre ou que possam comemorar, desejo um excelente e feliz 1.º de Maio – dia do Trabalhador.

Como trabalhador em funções públicas reconheço melhorias salariais nos últimos meses e pelos noticiários também sei que há muito menos pessoas em busca de trabalho sem o encontrar, o que é positivo, não sei se quem estava a trabalhar na privada há um ano ou a esforçar-se para assegurar trabalho aos seus trabalhadores tudo está também a correr tão bem, mas mesmo assim votos a todos que o futuro seja bom, melhore ou, no mínimo, não piore.

Read Full Post »

cravosbranco

Os cravos estão vergastados das intempéries que fustigam a liberdade; são brancos, pois só em paz a justiça floresce; são singelos, mas não é preciso muito para tornar cheio o seu sonho, basta uma democracia justa e assim se cumpre Abril.

25 de Abril para sempre em Portugal

Feliz dia da Liberdade.

Read Full Post »

Como nasceram os Estados e as Nações nas diferentes partes do Mundo? Porque uns, apesar de condições naturais semelhantes, são hoje casos de sucesso de desenvolvimento socioeconómico humano e outros colapsaram e deixam grande parte do seu Povo na miséria? É esta abordagem global que Fukuyama faz e interpreta a partir de países exemplos de vários continentes neste livro que vai dos primórdios da humanidade até à revolução francesa e industrial.Fukuyama1

Resenha deste livro aqui

A partir do início do século XIX as ideias políticas das funções do Estado mudaram substancialmente, a responsabilização dos governantes começou a prevalecer sobre o absolutismo, o sistema liberal e o comunismo confrontaram-se, houve um novo modelo de colonização europeia e uma descolonização que novamente resultaram em casos de sucesso em todos os continente e muitos falhanços, até na Europa, coexistem Estados ricos, pobres, fracos, fortes, totalitários e democráticos e pelo planeta houve países que regrediram e outros progrediram apesar de características naturais semelhantes. Porquê este declínio e o fosso entre tantas nações? É a continuação da análise de Fukuyama da evolução dos Estados nos últimos 200 anos, entrando mesmo no século XXI.

Fukuyama2

Resenha deste livro aqui

Read Full Post »

Fai10_518a

Tendo em conta a mui antiga tradição das freguesias de Portugal resultarem das divisões administrativas religiosas de paróquia, a Ribeirinha, a que corresponde a Paróquia de São Mateus, escolheu o dia deste santo evangelista: 21 de setembro, para celebrar o seu dia de freguesia.

Apesar de já ter tido muito mais de 1000 habitantes no século XX, divididos pelas suas localidades: Ribeirinha e Espalhafatos, na sequência da emigração, hoje tem apenas cerca de 400 residentes envolvidos pelas suas duas lombas ou serras verdes, entre as quais se instalou a pequena ribeira: Ribeirinha, de regime torrencial que só possui caudal após chuvas mais ou menos intensas, mas nesta uma nascente permitia abastecer permanentemente a população de  água, mesmo em pleno verão e em torno desta nasceu esta freguesia que subsiste com uma identidade própria e uma vida cultural e desportiva digna de registo face à sua pequena dimensão.

O farol foi a sua referência para além dos limites da ilha do Faial, destruído pelo sismo de 1998, hoje é o símbolo heráldico central do seu brasão de freguesia.

Brasao_Brancopeq

Aqui resido desde criança, esta é a minha terra de adoção e de paixão e a origem de quem me trouxe a este mundo.

Read Full Post »

Older Posts »