Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Faial’

Adequar a oferta de transporte aéreo à procura nas rotas inter-ilhas é intenção da Secretária Regional, à partida é uma boa ideia, mas conhecendo como o Presidente da SATA trabalhou a estatística da ocupação dos aviões para prejudicar o Faial, isto obriga a grande atenção para que não haja malabarismos que prejudiquem a Horta. Abrir a Azores Airlines a privados pode ser apetecível com uma gestão racional, mas difícil sem os caprichos centralistas do Governo dos Açores.

São estas as duas novidades ao nível da política de transportes aéreos regionais noticiadas hoje no jornal Incentivo. Contudo, as ressalvas que lancei acima são minhas, pois a experiência diz-me que neste domínio o Governo Regional há muito que toma medidas moldadas de forma a prejudicar o Faial e também por vezes o Pico em matéria de acessibilidades para servir outros interesses bem distantes do Triângulo.

Na abertura do capital da empresa do grupo SATA é lógico que disponibilizar rotas ao exterior do Arquipélago fora do serviço público e rentáveis pode também requerer o recurso a medidas de desfavorecimento das ligações entre outros aeroportos açorianos de menor tráfego e o exterior da Região para viabilizar as centradas no aeroporto de Ponta Delgada e o já muito propalado “hub” a colocar naquela infraestrutura para centralizar os passageiros ali independentemente de serem de São Miguel ou não.

Tentativas de concentras a circulação dos Açorianos no João Paulo II já não são novas e com esta intenção de envolver privados esta tentação aumenta exponencialmente.

Assim, tendo em conta os riscos que interesses políticos ocultos pode envolver estas ligações todo o cuidado é pouco para os Faialenses, Picoenses e outros Açorianos não serem de novo ludibriados.

 

Anúncios

Read Full Post »

Meu artigo de hoje no diário Incentivo.

TSUNAMI DE DESCONHECIMENTOS E SEMPRE CONTRA O FAIAL

Nos últimos dias fomos inundados por uma onda tipo tsunami de desconhecimentos de decisões, de situações e de intenções por quem tinha a obrigação política e técnica de estar bem informado e dar a conhecedor aos Faialenses os elementos necessários para o povo estar esclarecido do que fazem os titulares de cargos que mexem connosco, curiosamente sempre em prejuízo do Faial.

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia e o Reitor, apesar das funções dos seus cargos, desconheciam o encerramento próximo do IMAR no Faial. A piscina da Escola Escola Manuel Arriaga foi encerrada por excesso de cloro, voltou a fechar por possuir excesso de uma bactéria e foi reaberta sem se conhecer as causas das anomalias. O Presidente da Associação Portuguesa de Pilotos de Linha Aérea (APPLA) assumiu desconhecer “com a profundidade adequada” os temas da petição sobre as acessibilidades, segurança e ampliação da pista da Horta no abaixo-assinado dos Faialenses, mas deu parecer à Assembleia Regional. O Ministro do Planeamento escudou-se na privatização da ANA para manter o desconhecimento sobre as obras pedidas para o nosso aeroporto. Tanta ignorância de gente responsável e nunca a favor Faial!

O Secretário Regional mencionado é o único membro do Governo dos Açores que vive no Faial e até é o responsável pelas áreas de investigação científica e do mar, exatamente aquilo que o IMAR faz, a Secretaria que ele dirige até tem contratos com o IMAR para a prossecução das políticas do Governo, mas pasme-se: Não sabia de nada do fecho do IMAR!

A Universidade dos Açores é membro do IMAR, deu autorização para este ficar no DOP e tem quadros e dirigentes seus no IMAR e a presidi-lo. Contudo o reitor criou um centro de investigação igualmente no DOP que desenvolve as mesmas atividades IMAR, mas, apesar disto tudo, o Reitor também desconhecia que o IMAR no Faial iria fechar. Dá para acreditar?

Além disto, nem o Secretário Regional, nem o Reitor e nem o Presidente do IMAR deram a conhecer o futuro da instituição aos investigadores que trabalham ali no Faial, como se estes não fossem gente que importa considerar nestas mudanças. Ninguém assume conhecer o mal que daí pode advir.

Na piscina a história é diferente. Além de o Governo dos Açores não dar explicações sobre as causas das anomalias e das medidas tomadas que garantam saúde dos utentes, a maioria crianças e jovens desta ilha, o Secretário Regional da Educação e Cultura mostrou desconhecer o papel e  estatuto da oposição ao acusar os deputados do PSD eleitos pelos Faialenses de ao levantarem a questão de estarem a “promover o alarmismo mesmo antes de apurar concretamente as situações e a atuação dos serviços envolvidos”.  Então este senhor desconhece que estes eleitos diretamente pelo povo, coisa que ele não é, se na oposição têm, precisamente, a função de fiscalizar a ação do governo e de o questionar e, em democracia, isto não se faz pela calada como no tempo de Salazar?

Já relativamente ao Presidente da APPLA, depois de escrever que não conhece adequadamente as pretensões dos Faialenses para o aeroporto, mostra que nem estudou a assunto a sério, mas tem o desplante de assumir que as mesmas não devem ser feitas, pois podem custar cerca de um bilião de euros, ou seja, não é o dobro ou o triplo do estimado nos estudos feitos por técnicos, mas pasme-se a dimensão do desconhecimento, um erro aproximadamente 29 mil vezes acima de quem estudou o assunto a pedido da Câmara Municipal da Horta. Grande asneira! Mas sempre contra os Faialenses.

O Ministro do Planeamento na Assembleia da República interrogado sobre a possibilidade de ampliação deste aeroporto também desconhece perspetivas de se financiar esta pretensão, e escuda-se ainda na antiga ANA, como se não fosse uma pessoa que tem obrigação de no presente encontrar soluções em vez de lavar as mãos! Tanta ignorância e sempre em prejuízo do Faial!

Uma boa notícia foi o prémio recebido pelo Hospital da Horta na evolução registada dos indicadores clínicos. Um sinal que quem está a trabalhar nesta unidade dá o seu máximo pelos doentes e está a tornar-se mais eficaz no seu exercício em prol da saúde das pessoas. O que desconheço é se o prémio tem em conta as especialidades que entretanto o hospital possa ter perdido, pois não me esqueço da saída de especialistas por motivos de reforma ou outros e nunca mais ouvi falar das substituições destes. Esta omissão será para ficar no tsunami de desconhecimentos em prejuízo do Faial?

Read Full Post »

erososO IMAR, instituto de investigação do mar, vive em parceria com o DOP da Universidade dos Açores e ameaça fechar no Faial e a mesma Universidade vai criar o centro de investigação dos oceanos: Okeanus. Não sei que funções os distingue, talvez os sócios públicos. O Presidente da Câmara da Horta não sabe os objetivos do Okeanus e defende que a sede seja na Horta. Não percebo estas mudanças, mas desde que seja para ficar no Faial: concordo.

No romance Leopardo do escritor Lampedusa o protagonista dizia que era preciso mudar para que tudo ficasse na mesma, deduzia-se que os poderosos continuassem a dominar e o povo fosse ludibriado, penso que se está numa situação semelhante de guerra entre instituições públicas que se digladiam para chamar a si fundos europeus e os investigadores são o povo carne para canhão nesta guerra.

Já sei que vivemos num País rico em saber atrair dinheiro de Bruxelas e desperdiçá-lo a seguir de forma a não criarmos um Estado ou uma Região exemplar em boa gestão. Por norma quem está por baixo lixa-se, neste caso investigadores. Resta-me por agora desejar que o Faial também não saia prejudicado com esta guerrilha.

Por isso, mesmo sem perceber bem o que é o Okeanus, algo semelhante ao IMAR, mas se é para atrair fundos comunitários e investigadores sobre o mar, estou ao lado do Presidente da Câmara: que se instale o Okeanus na Horta cidade mar.

O resto deixo para os entendidos interesseiros e, já agora, tenham em atenção em não deitar fora quem já cá investigava no IMAR, um património de saber a proteger, pois não há proteção da Terra que valha a pena se não tiver também imbuída da precaução de proteger as pessoas.

Read Full Post »

Ophelia

A probabilidade de o Faial e as ilhas do Grupo Central serem afetadas por ventos de intensidade ciclónica do furacão Ofélia é inferior a 5% e como a sua posição já é próxima das longitudes destas ilhas a previsão atual não deve ficar longe da realidade. Contudo chuva e algum vento mais fraco é altamente provável para este fim de semana, algo a que nós já estamos habituados.

Read Full Post »

esta empresa Pico Airways vale pela coragem e demonstração empreendedora, pois há que forçar as barreiras existentes para se ultrapassar os constrangimentos atuais. Só por isto esta iniciativa já merece ser referenciada pela capacidade dos seus proponentes. Há muita gente no setor privado só à espera, sem investir ou arriscar, embora este comportamento não seja um exclusivo do Faial, vai muito além desta terra, mesmo que nesta ilha em virtude do enorme peso do setor público seja mais normal esperar-se que seja este a resolver tudo.

Também não sou ignorante para não saber que já houve empreendedores no Faial que nas suas áreas de atividade quiseram ser inovadores e investir e que disseram que foram esmagados pelo poder instalado e até alguns saíram desta ilha  para outras porque lá fora lhes criaram as condições de investimento necessárias ao seus projetos ao contrário de cá, comprovando as suas justificações

Não vou levantar rivalidades bairristas, a coragem de iniciativa dos investidores que gostaria de ver no Faial logicamente merece o meu elogio se a vir no Pico ou em São Jorge e serão apontados os bons exemplos.

Apesar de tudo o que acima disse, as dificuldades sentidas ou o espírito de iniciativa a promover não são impedimento para ninguém nesta terra deixar de reivindicar justamente o quer que seja às entidades públicas em prol do Faial, tal como em outras terras por parte do seus residentes desde que não o façam em prejuízo de outras ilhas.

Read Full Post »

O primeiro sinal de que a vitória de José Leonardo nas eleições autárquicas foi a vitória da estratégia da pequenez do Faial, do falar baixinho sem exigir muito ao Governo em São Miguel foi dado pelo diretor do Hospital da Horta. As críticas que este lançou à oposição acusando-os “de uma ambição desmedida” mostra que os males para esta ilha não vêm das infelizes palavras de José Gabriel Ávila comentador da RTP-Açores, vêm sim de quem é desta ilha tinha e continua a ter o poder na mão.

Alguém duvida que o diretor do Hospital da Horta teria um discurso mais manso para a oposição e menos subserviente às diretrizes do Governo Presidido em São Miguel se o resultado para a Câmara Municipal da Horta tivesse sido diferente?

Durante os últimos meses antes das eleições autárquicas estas ideias de acomodação e aceitação da pequenez do Faial defendidas por quem tutela setores nesta ilha estiveram a hibernar, mas os seus já começam a sair da toca com essas posturas subservientes como se leu no jornal Incentivo da passada quarta-feira.

Desejo que a estratégia de subserviência do Faial mude de facto, mas a acusação “de ambição desmedida” para quem reivindica algo mais para a nossa ilha em termos de saúde já voltou para cima de mesa e nem a nova velha Câmara Municipal eleita tomou posse ainda.

Read Full Post »

– Para mim vocês são todos iguais…Ah!… Mas não me lembro da Câmara da Horta ser governada por gente de outro partido além do atual!

– Pois… para haver democracia não podem ser todos do mesmo partido, senão não podíamos escolher. Os senhores são necessários!

– Por mim são todos bem-vindos, já brindei o PS como estou a brindar os senhores e se vierem cá os comunistas, brindo-os da mesma maneira e o meu voto está escolhido.

Não haja dúvida, as campanhas eleitorais mostram que há muita gente merecedora de respeito cujo saber político com que trata quem se envolve civicamente na luta democrática dá força à pluralidade de ideias e mantém viva a democracia.

Read Full Post »

Older Posts »