Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘recomendações’

Nenhuma descrição de foto disponível.

Entre os exageros de algumas notícias falsas que circulam nas redes sociais que espalham o pânico e o desleixo de alguns que menosprezam as precauções, que não só podem expor-se mais ao vírus SARS-COV-2 como também o ajudam a propagá-lo aos outros, situa-se o comportamento adequado: o da calma com bom-senso.
Seguir as orientações das organizações oficiais de saúde é o primeiro passo importante.
É preciso ter em conta que ao anunciar-se hoje, 14 de março, que não há nenhum caso suspeito ou diagnosticado na ilha deve ser lido que aqui não deveria haver infetados a 1 de março, pois o vírus pode levar 14 dias a dar sintomas, por isso devemos ter precauções como se cada um de nós estivesse contaminado para tentar não contaminar os outros.
Na realidade não sabemos se o vírus chegou ou não, a doença pelo menos ainda não se desenvolveu.
Estar em casa o máximo de tempo e evitar contactos públicos desnecessários seguindo as regras para não contaminar ou ser contaminado compete a cada um de nós.
No caso de vir a suspeitar ter a doença Covid-19 deve em primeiro lugar telefonar à linha Saúde Açores acima na imagem e seguir as orientações que lhe derem, nunca ir para o hospital, centro de saúde ou pedir auxílo direto a quem não estiver a viver consigo para não correr o risco de contaminar desnecessariamente.

Read Full Post »

A partir de agora que o furacão Helene se prevê poder atingir o Faial e outras ilhas do grupo Central e Ocidental dos Açores, provavelmente no próximo domingo e já como tempestade tropical, Mente Livre começará a fazer o acompanhamento possível das previsões, sem deixar de recomendar a atenção a ter com as indicações que a Proteção Civil der aos Açorianos. Resta desejar que sejam as piores previsões a falharem e que nada nos aconteça.

Hoje de manhã está assim: Post sujeito a atualizações periódicas.

Helene2

1.ª atualização: 21h dos Açores de 11 de setembro

Como se pode ver na imagem abaixo, no início da noite o risco para o Helene atingir o Arquipélago como tempestade tropical no fim de semana mantém-se, a probabilidade desta atravessar o Grupo Central permanece entre os 20 e os 30%, todavia dá-se um acréscimo significativo para Flores e Corvo que salta para o intervalo de 40-50%, indiciando uma tendência de passagem mais a ocidente do Faial do que de manhã, mas estamos sempre no campo das probabilidades.

helene3

Para quem sabe inglês o local que considero mais atualizado é o oficial dos EUA National Hurricane Center e podem seguir o Helene por aqui, para quem não domina esta língua tanto o site do IPMA , como o da Proteção Civil dos Açores poderão ser os locais mais indicados, sendo que este emitirá comunicados oficiais para as nossas ilhas, apesar das páginas serem mais caóticas por sobreporem vários assuntos de interesse para além dos furacões.

2.ª atualização 7h45 de 12 de setembro

Se em termos de Grupo Central nesta manhã nada de novo e até para as Flores e Corvo, só que aqui cada vez mais se torna nítido o alinhamento das previsões de passagem sobre estas duas ilhas, sem aumento de probabilidade.

helene4

Paralelamente outra tempestade está a formar-se junto aos Açores, mas ainda é cedo para saber a sua evolução em relação ao Arquipélago.

two_atl_0d0

 

Read Full Post »

Meu artigo de ontem no diário Incentivo:

PARABÉNS E OLHO ABERTO

Hoje arranco a elogiar um evento que começou no Faial, cuja capacidade e dinamismo do seu diretor, Mário Leal, desde o início tornou possível o seu sucesso, começando logo com projeção nacional e internacional da prova e, desde então, esta tem vindo sempre num crescendo nesta ilha, refiro-me, como é evidente, ao Azores Trail Run. Parabéns!

Não se trata de uma modalidade desportiva que à partida arraste vastas multidões por esse mundo fora para assegurar uma cobertura mediática para grandes massas, mas a verdade é que o progressivo aumento de popularidade e o reconhecimento desta prova já este ano trouxe pelo menos uma das maiores redes de televisão privada nacional: evidência que esta prova começa a interessar a audiências mais vastas que os meros residentes na Região. Assim sendo, o Azores Trail Run, que está de parabéns, deve continuar a ser tratado com carinho e inteligência pelos Faialenses para motivar sempre mais públicos, maior número de participantes e não se desvirtuar.

Destaco ainda que este tipo de prova também tem servido para unir o Triângulo e promover de forma integrada o potencial conjunto do Faial, Pico e São Jorge unidos.

Certo é que o modelo da prova já se estendeu a outras ilhas dos Açores com apoio oficial e mesmo organizador, evidenciando que o bom rapidamente sai do Faial e se expande. Mas se nunca caio na tentação de não desejar que alguma das outras terras do Região usufrua de iguais oportunidades de aproveitamento das suas potencialidades, também é verdade que já vi no passado este tipo de expansão conduzir à posterior tentativa de sufocar e abafar os sucessos das iniciativas originais se nascidas nas ilhas menores deste Arquipélago. Se a primeira ambição de também desfrutar dos mesmos eventos é lícita, a segunda vertente não. Por isso atenção: olho aberto!

Num dos locais de partida duma das provas ouvi participantes a questionar onde poderiam comprar alguns dos produtos regionais que estavam a ser servidos no lanche de apoio aos envolvidos no evento. Infelizmente era sábado e aqueles produtos não poderiam ser comprados no comércio local depois do acontecimento, isto partindo do princípio que os mesmos até pudessem estar disponíveis, o que nem sempre acontece. Eis um sinal para se aproveitar outro potencial desta provas, pois além de se promover a gastronomia local, também os particulares podem, fora de prova mas consertados com a organização, vender os produtos em divulgação e seria necessário equacionar essa transação com o facto de no momento os atletas não puderem transportar a mercadoria desejada.

Apesar do sucesso do Azores Trail Run, não me esqueci que, desde o meu último artigo neste jornal, a Azores Airlines voltou a inovar a sua forma de mal servir o Faial. Agora deixa os passageiros para esta ilha no Pico e depois com o avião vazio vem à Horta buscar os passageiros para Lisboa.

Como tenho olho aberto nesta matéria, sei que o mau serviço da SATA ao Faial é estratégia da empresa do Governo dos Açores, até já alertara que, com a imaginação desta Administração, ainda veríamos novas formas de prejudicar a imagem da rota Horta-Lisboa-Horta e este nível de descida só foi possível porque, apesar de avisados, não houve olho aberto a tempo da parte de legítimos representantes locais do Povo Faialense. Espero que se acabe a complacência com quem doravante insista em fechar os olhos quando se atacar ou se coloque em risco as potencialidades desta ilha.

Read Full Post »

Após anos em que os Procuradores da República mandaram arquivar investigações aos governantes, aos dirigentes de clube e a outros poderosos, agora sente-se que a Justiça começou a enfrentar em Portugal os graúdos do sistema. Joana Marques Vidal é o rosto desta mudança na Procuradoria. Há uns meses viu-se a tentativa do Governo de a afastar e a cobardia da oposição em a suportar. É momento da estratégia política de apoiar a atual procuradora, antes que seja tarde.

É verdade que nada chegou ao fim em termos de tribunal, mas já subiu a um patamar que nunca havia alcançado desde o 25 de Abril e parece ter força de impulsão para subir ainda mais.

Também é verdade que ainda há casos arquivados que não ressuscitaram e deveriam voltar a ser reabertos, para não dar a sensação de que uns saíram impunes por no momento da investigação a Justiça fechar os olhos aos poderosos e outros poderosos tiveram o azar de se depararem à frente da procuradoria com uma pessoa que exerce de facto as suas funções de Procuradora Geral da República. Por vezes é uma obrigação olhar para trás e corrigir o mal feito.

Este aspeto torna-se ainda mais importante porque pode levar à convicção de que na política houve uma perseguição parcial a graúdos quase a um só partido, a um só clube e daí em diante e esta suspeita pode ser mortal para a continuidade de uma procuradoria geral da república como deve ser também no futuro.

Read Full Post »

Alagoa

Fizeram-me chegar protestos e fotos de que após a Semana do Mar o parque da Alagoa nunca mais foi o mesmo em termos de limpeza. O lixo não recolhido na primeira leva ficou lá plantado até agora, algum de usos íntimos que agora se expõem despudoradamente às pessoas que gostam de correr e passear com os perigos que tal implica.

Não sou utente do espaço, nem fui lá testemunhar, mas fica acima uma das fotos recebidas e não deixa de ser uma vergonha tal realidade numa cidade que no passado o seu Edil Municipal se orgulhava de ser uma das mais asseadas de Portugal.

Sim, eu sei que são sequelas da Semana do Mar por onde passaram muitos jovens e foram alguns deles que não tiveram cuidado, mas a Câmara Municipal ao promover momentos hedonistas como aqueles ali nas suas maiores festas da ilha também tem de obrigar-se a limpar a seguir um dos poucos espaços verdes dignos desse nome a seu cargo na Horta e com valências para outras atividades lúdicas, desporto e balneares.

ADENDA

Comunicaram-me que após este post o local foi limpo. Sinal que Mente Livre é uma voz ouvida e põe alguns a mexer. Ainda bem que foi limpo!

Read Full Post »

Como nasceram os Estados e as Nações nas diferentes partes do Mundo? Porque uns, apesar de condições naturais semelhantes, são hoje casos de sucesso de desenvolvimento socioeconómico humano e outros colapsaram e deixam grande parte do seu Povo na miséria? É esta abordagem global que Fukuyama faz e interpreta a partir de países exemplos de vários continentes neste livro que vai dos primórdios da humanidade até à revolução francesa e industrial.Fukuyama1

Resenha deste livro aqui

A partir do início do século XIX as ideias políticas das funções do Estado mudaram substancialmente, a responsabilização dos governantes começou a prevalecer sobre o absolutismo, o sistema liberal e o comunismo confrontaram-se, houve um novo modelo de colonização europeia e uma descolonização que novamente resultaram em casos de sucesso em todos os continente e muitos falhanços, até na Europa, coexistem Estados ricos, pobres, fracos, fortes, totalitários e democráticos e pelo planeta houve países que regrediram e outros progrediram apesar de características naturais semelhantes. Porquê este declínio e o fosso entre tantas nações? É a continuação da análise de Fukuyama da evolução dos Estados nos últimos 200 anos, entrando mesmo no século XXI.

Fukuyama2

Resenha deste livro aqui

Read Full Post »

Mente Livre não é de literatura, mas sim de análise social e política, por isso os livros que aqui falo não são de ficção. Ao longo do último ano um livro me ensinou muito sobre o diferendo entre o Ocidente e o mundo islâmico e ainda a questão dos refugiados, daí a minha recomendação no Dia Mundial do Livro: “O Islão e o Ocidente – A grande discórdia” de Jaime Nogueira Pinto. Um obra bem atual que explica a fundo as caudas desta problemática civilizacional.

o_islao_e_o_ocidente

Read Full Post »

Alex

Torna-se cada vez mais evidente a real ameaça do ciclone Alex sobre o Grupo Central, nas imagens desta madrugada da NOAA, que integra o departamento de furacões dos EUA, esta depressão deverá passar muito próximo da zona entre São Jorge e a Terceira, ao longo da madrugada de sexta-feira, com os primeiros efeitos a sentir ainda mais cedo ainda, mas estas tempestades são sujeitas a desvios de rotas, pelo que nenhuma ilha deste grupo e do oriental estão livres de serem atravessadas por ele e de serem mais ou menos afetadas por ventos ciclónicos e chuvas fortes.

Para já está com ventos sustentados de 110 km/h e rajadas mais fortes, ao longo do dia há que ir acompanhando a situação e seguir os comunicados da Proteção Civil dos Açores, infelizmente neste domínio os Estados Unidos tradicionalmente dão-nos informações mais rápidas que os serviços meteorológicos de Portugal ou dos Açores cujas atualizações das páginas costumam ser bem menos frequentes.

As precauções para este caso já são conhecidas dos Açorianos, é começar a pô-las em prática.

Post sujeito a atualizações em função dos dados que entretanto forem saindo.

Adenda 1

Aviso n.º 13 da Proteção Civil – Sobe o nível de alerta para vermelho em termos de vento e possibilidade de fenómenos extremos em termos de precipitação.

Adenda 2

Aviso n.º 14 – A situação a piorar: rajadas até 170 km/h e agitação marítima com onda no máximo de 18 m. 

 Alex atingiu a categoria de furacão

alex2

 Adenda 3

Furacão Alex com tendência a passar mais próximo do Faial do que previsto no início do dia, tal significa que todo o grupo central estará exposto a ventos da categoria de furacão.

Serviços da Administração Regional fechados nos Grupos Central e Oriental

ADENDA 4

Furacão Alex enfraqueceu e desviou-se para uma rota a passar junto à Terceira, assim sendo, a situação deve ser menos grave para o Faial do que o inicialmente previsto, mas chuvas fortes são prováveis, mas os ventos devem ser bem mais fracos.

Read Full Post »

A partir de hoje a restrição das cotas que impedia os grandes produtores de aumentarem sem restrições as suas produções de modo a abafar os pequenos agricultores, acabou, tal como ao nível europeu nada impede que os países com maior potencial e capacidade concorrencial abafem os que possuem constrangimentos específicos e entre regiões que podem apanhar por tabela estão os Açores.

Qualidade superior pode ser a solução alternativa para a sobrevivência do setor leiteiro na Região, neste artigo do Diário dos Açores o assunto está muito bem explicado por quem entende do assunto.

Espero que da parte dos agricultores haja inteligência e instinto de sobrevivência competente para vencer neste campo, já que do governantes apenas se ouvem frases soltas sem uma estratégia clara e é nas dificuldades que os melhores se distinguem.

Read Full Post »

Em dezembro passado levantei preocupações sobre os potenciais impactes negativos para o Faial e outras ilhas mais distantes de São Miguel com a abertura dos voos “low cost” para Ponta Delgada, a que depois se veio juntar o desinteresse da TAP em voar para o Faial e Pico, passando estas rotas a ser asseguradas pela SATA, que por sua vez reduziu o número de viagens para a Horta, enquanto para o outro lado do canal, apesar de duplicar as ligações, as colocou com escalas na Terceira e a péssimas hora para servir os passageiros.

Os maus presságios já começam a ser sentidos pelo setor do turismo do Faial e Pico. Na passada terça-feira uma reportagem na RTP-Açores dava conta do descontentamento de empresas marítimo-turísticas sediadas no Faial, onde devido à alteração de horários começavam a ter desmarcações de reservas. Ontem, no mesmo meio de comunicação social, os empresários do Pico dava conta do mesmo problema naquela ilha e ontem também, no facebook, o dirigente do Espaço Talassa nas Lajes do Pico colocava o seguinte texto com questões ao Secretário Regional do Turismo e Transportes:

As we say in French “Le bonheur des uns, fait le malheur des autres”…When São Miguel is applauding the new “transport politic”, here “nas ilhas” we are working hard to try to satisfy our clients and don’t loose our quality marketing image… Every day is a new challenge… after days working on reorganisation, today is cancelation. Question is who is going today for this loosed 1 158 euros ? You Mr Fraga ?
I understand very well that some thing as to be done. I understand very well that having 5 gate-ways is not sustainable (when regional hospital are bankrupt), I even agree to keep only one Azores gate way in the futur (which will call PDL of course even if Terceira has more capacity and better geographic position !!!), BUT we need to have a functional regional SATA network.
This mean having a outgoing flight PIX/PDL or TER early in the morning, which can connect with LIS (or the other international flights, including the “magic low cost operation)) in the afternoon to have the possibility to fly to the rest of the world the same day.
This also mean having an incoming flight late in the afternoon who flight from PDL or TER and which give the possibility to have in the sam day a connection to european )it is minimum) capital.
And this has to be daily flights of course, or else Mr Fraga inform us very quick, we have to send 2016 programmation in less than 2 months, without this information believe sir Fraga that a lot of small company from the triangle will face bigs problems.
Espaço Talassa has more than 26 years experience and develop a respectable activity on Pico, long time before that you even think being where you are. It is why I feel that it is fare that I expect from you and from the government you represent more dialog, more comprehension and more professionalism . If your idea is to privilege some island, some operators…may be some friends, please say it, I will be happy to make you a good offer and deal, for Espaço Talassa before to have to close the door!

Assim, os piores cenários parecem estar a concretizar-se para o Faial e o Pico, o encaminhamento a custo zero pode ser uma falácia dado o incómodo para os passageiros com destino a estas duas ilhas e como tal não ser apelativo a muitos turistas, nomeadamente estrangeiros, que dão grande importância ao conforto e que fazem parte do grupo que compraria os melhores pacotes no Canal. É cedo ainda para baixar os braços e não tentar procurar soluções adequadas para estes riscos, queiram as populações do Triângulo unir-se e lutar convenientemente pelos seus interesses, depois pode ser demasiado tarde para a economia desta região dos Açores.

Read Full Post »

%d bloggers like this: