Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 28 de Outubro, 2018

Seria incapaz de votar numa pessoa após as declarações avulsas terríveis, dementes, não democráticas e sem programa para o Pais como as de Bolsonaro. Só que se Haddad não tem imagem de corrupto, mostrou alguns princípios e até me parece mais confiável, os Brasileiros que não o rejeitam mas são contra a corrupção que a ele se amarra através do PT, confesso que a corrupção é tão terrífica que é capaz de em democracia levar ao desespero de pessoas votarem em alguém não democrata.

Uma coisa parece-me evidente, se Haddad vencesse depois desta campanha teria de derrotar a corrupção para a democracia também não implodir no Brasil, o que me parece muito difícil, só que não vejo mesmo nenhuma hipótese de Bolsonaro limpar as instituições do País que penso estarem fortemente minadas pela corrupção, por um conservadorismo doentio e Jair nunca fez nenhuma declaração racional que lhe mostrasse competência neste combate pelas liberdades e garantias dos cidadãos, apenas disse barbaridades.

Como não auguro nada de bom para este País, espero que Deus exista e tenha compaixão do Brasil.

Read Full Post »

Faz hoje precisamente 9 anos que saiu o primeiro post deste blogue, desde de então muita coisa mudou em Portugal:

Mente Livre arrancou no início do período descendente de Sócrates e assistiu à sua derrota política, apesar do seu ofuscante brilho comunicacional e da acomodação dos meios de informação que se limitavam a esmagar quem denunciava o escuro que se escondia debaixo do poder, o que deixou de ser disfarçável com a entrada da troika em Portugal.

Mente Livre assumiu que queria experimentar uma via mais liberal do que as águas em que navegava habitualmente o blogger e viu subida de Passos, esta foi seguida da cegueira ideológica a afetar não só a estratégia comunicacional, mas também a sua governação, apesar de tirar a troika do País, mérito de que muitos culpados de a trazerem para o Pais lhe querem tirar ou desvalorizar, o feito foi árduo, mas o sacrifício deixou-se afetar por influências ultraliberais desnecessárias e aselhice publicitária, o que foi inteligentemente aproveitado pelos seus adversários internos e externos, e até permitiu a ascensão de Costa com uma jogada inicial fraticida que pôs a nu cedo a sua não lealdade e a sua veia oportunista.

Mente Livre assiste agora a astuta veia comunicacional de Costa para passar incólume na falsa metamorfose de austeridade em rigor que continua a apertar o garrote sempre da classe média, mas que lhe permite alimentar sonhos de mais subidas, enquanto vai fazendo vítimas entre os seus companheiros para não se chamuscar.

Só nos Açores nada mudou. O polvo do poder regional foi sempre num crescendo e a abafar quase tudo o que quer agir sem amarras do partido no poder, no Faial o abafamento já era e manteve-se generalizado à sociedade que anseie pela livre iniciativa ou mudanças, motivos mais que suficiente para se justificar a persistência na manutenção de um espaço que seja uma Mente Livre nos Açores.

Read Full Post »

%d bloggers like this: