Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 27 de Julho, 2016

O facto de Bruxelas ter decidido por sancionar Portugal em zero euros pelo défice excessivo de 2015 foi sem dúvida bom para Portugal. Assim não perde fundos comunitários, nem pagará multas que se refletiriam nas contas de 2016 do Estado em termos de despesa a mais com efeitos no défice.

É também um sucesso político do Primeiro-ministro que foi contra sanções, como todos os partidos, só que se recusou a implementar medidas extraordinárias à priori e assim obteve uma multa zero sem ceder em novas medidas perante Bruxelas.

Agora esta situação também comporta riscos para António Costa, cuja estratégia política tem-se focado na criação de inimigos às suas opções de modo ora a vitimizar-se de situações herdades de outros (como era neste caso, no Banif, no Novo Banco e está a tentar na Caixa) ora a evidenciar uma componente de resistência e defesa dos interesses nacionais popular que atrai a simpatia para a sua luta face à subserviência passada. Mas agora qualquer deslize nas contas já não pode invocar as sanções e novas exigências de Bruxelas já não pode acusar erros anteriores e perde também um trunfo usado por Tsipras que é de convocar eleições para legitimar a sua opção e reforçar a sua posição.

Se tudo continuar a correr bem, Costa terá mais um motivo de sorriso, mas deixou de ter uma desculpa para as suas falhas e se a execução orçamental do primeiro semestre se baseou numa situação de retenção insustentável das despesas para parecer bem neste momento, a partir de agora as coisas podem mudar, o Primeiro-ministro ficou refém dos seus resultados por mais tempo sem adversários externos para se desculpar

Esperemos para ver, mas para Portugal esta decisão de Bruxelas foi seguramente boa.

ADENDA: Ao contrário do inicialmente referido, ao nível de penalizações nos fundos estruturais Portugal ainda terá de esperar para setembro para saber se serão implementados ou não.

Read Full Post »

Na sequência da decisão do Governo dos Açores de transferir doentes em espera de cirurgia de otorrinolaringologia no hospital da Ponta Delgada para o Hospital da Horta, o que mereceu então a contestação de alguns, comportamento criticado neste post, a RTP-Açores ontem entrevistou doentes já operados no Faial que expressaram a sua satisfação pelo modo como foram recebidos e tratados no Hospital da Horta.

Foi com agrado que ouvi elogios ao médico e aos cuidados prestados na unidade hospitalar faialense por pessoas que agora vêm em alternativa a estruturas de ilhas maiores para esta mais pequena e ao contrário do que acontecia antes.

Agrado, não só porque reforçam a minha boa opinião sobre Hospital da Horta, que já já me tratou e me recebeu muito bem, como melhora a confiança  e a imagem desta infraestrutura de saúde que de facto pode desempenhar um papel ainda maior ao nível dos cuidados a prestar nos Açores.

Espero que estes elogios contrariem alguns que interesseiramente tem apostado em esvaziar o Hospital da Horta para concentrar valências noutras unidades sobredimensionadas e concessionadas a privados e aqueles que estrategicamente pretendem esvaziar o Faial daquilo que foram conquistas do passado que não só beneficiaram os Faialenses, mas também as populações das ilhas do Triângulo e do grupo Ocidental.

Parabéns ao pessoal do Hospital da Horta que trabalhou bem para justificar estes elogios e assim contribuir para o prestigio do Faial.

Read Full Post »

%d bloggers like this: