Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 1 de Maio, 2016

Não sei se mais tarde as promessas do atual Primeiro-ministro durante a corrente visita aos Açores se cumprirão, mas, para já,  António Costa soube fazer uma posição de charme e cortesia conquista eleitorado, mesmo dizendo coisas ocas, mas agradáveis em vez do ar frio de gestor de contas públicas responsável típico de Passos Coelho.

Sabemos que isso de abrir a investigação científica nos Açores à cooperação com os Estados Unidos depende exclusivamente deste último País e se não é mais profunda não é porque por cá não se quisesse antes ou houvesse impedimentos, mas estamos reféns do interesse dos americanos em nós, mas fica bem dizer ao Primeiro-ministro que quer uma plataforma científica com aquela potência económica e científica, mas nada depende dele.

Não resolve nada o Primeiro-ministro dizer-se um autonomista convicto e até esclarecer que não vê as Regiões Autónomas como sorvedouros de dinheiro, mas fica bem, é agradável de se ouvir.

Também é verdade que António Costa teve a vida facilitada na distribuição de charme, há mais de um ano atrás foi evidente que a vinda das low-cost foi, sobretudo, uma iniciativa do governo de Lisboa, mas ao Governo dos Açores não convinha nada aceitar tal verdade e este logo tentou cavalgar paternidade da proposta. Agora, novamente a vinda de voos de baixo-custo para a Terceira depende do Governo de Portugal, mas já não há a rivalidade partidária, logo Vasco Cordeiro comporta-se como agradecido ao Primeiro-ministro atual, ao contrário do que acontecia com o executivo anterior, só que este comportamento mostra bem a quem devem os Micaelenses os benefícios da mudança do sistema de ligações aéreas de São Miguel com Lisboa.

Também é este charme politiqueiro que leva António Costa não Católico a ir numa procissão de Santo Cristo e isto mostra bem o carácter do atual Primeiro-ministro, tal como daqueles que durante décadas criticaram o Católico e assumidamente praticante Mota Amaral por integrar o mesmo cortejo religioso, mas que agora secundam quem não é crente mas apenas do seu partido.

Todavia mesmo discordando em muitos coisas de Passos, na verdade este tem muito a aprender na forma de cativar as pessoas para as suas ideias e compreensão da ações a que se viu forçado tomar..

Read Full Post »

%d bloggers like this: