Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 23 de Janeiro, 2016

O trabalhador médio do setor privado não viu o seu salário cortado, não teve sobretaxas de solidariedade, nem aumento do horário laboral e sempre que houve aumento de impostos este atingiu todos, assim, na sequência da austeridade do anterior Governo, na realidade os principais sacrificados foram os funcionários públicos.

Costa já assegurou a reversão das condições de austeridade impostas sobre os funcionários públicos, assim estes (onde me incluo) melhorarão o seu poder de compra, mas os trabalhadores da privada com estas reposições nada recuperam, só que o aumento de impostos sobre os combustíveis vai atingir tanto os primeiros como os segundos.

Efeito prático: o poder de compra em 2016 ficará relativamente mais caro para os trabalhadores privados face a 2015, ao contrário dos funcionários públicos.

Não é um julgamento, é a realidade dos efeitos da medida, uma demonstração que na economia não há almoços grátis, alguém paga sempre a conta e ainda não temos o saldo final do OE2016 no terreno e nas contas públicas face aos cenários otimistas, cuja experiência tem demonstrado que as perspetivas económicas são, por norma, melhor que a realidade, mas para já os trabalhadores privados já estão a ficar relativamente mais sobrecarregados no custo de vida e isto é uma transferência encapotada de austeridade para estes.

Read Full Post »

%d bloggers like this: