Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 31 de Outubro, 2015

Muitos nos últimos anos têm manifestado desagrado por o Halloween estar a ocupar o lugar da nossa tradição do Pão por Deus e da celebração de Todos os Santos, neste dilema compreendo tanto o desgosto de uns, como aceito o alastrar da celebração anglo-saxónica.

No meu caso concreto, tendo nascido na Canada, a minhas primeiras memórias vão para o Halloween, os mascarados e os pedidos à minha porta da primeira infância, só depois é que mergulhei no Pão por Deus e já em adulto comecei a viver com maior intensidade o significado da festa religiosa de Todos os Santos.

Agora a verdade é que o halloween é também uma celebração relacionada com a morte no paganismo celta, morte que por estes mesmos dias os cristãos também rendem culto, os portugueses também têm sangue celta e festejos de origem neste povo que vivia na península ibérica antes da tomada desta pelos romanos e das conquistas árabes. Igualmente vivemos num período expansionista da cultura anglo-saxónica global que é fruto de uma mistura céltica e germânica e novamente os visigodos que eram germanos, criaram o reino suevo, onde hoje é a Galiza e Portugal a norte do Tejo e são as principais causas da criação do nosso País. Isto mostra bem quanto somos um misto de celta e germanos. Assim, nada mais lógico que os Portugueses sejam um povo que facilmente se deixa influenciar por uma cultura que está nas raízes da sua.

Apesar desta proximidade anglo-saxónica, o cristianismo dominou Portugal desde a sua formação e como tal é natural que nos últimos séculos tenham prevalecido os festejos cristãos, embora os resquícios mais antigos nunca tenham ficado de todo apagados na nossa cultura e inclusive o Halloween na Inglaterra, para se proteger do domínio cristão no poder, colou-se no calendário à festa dos mortos dos cristãos.

Agora quando a festividade cristã estava muito ameaçada por um culto ou tradição pagã, nos dias da negociação de suspensão temporária dos feriados católicos os bispos optaram por uma machadada na festa ameaçada para preservar o culto mariano que não sofria de um declínio igual em Portugal e até tinha três feriados específicos para este, além do enraizado dias 13 de cada mês.

Assim nada mais normal que com esta decisão o Halloween tenha saído reforçado, é um festejo menos controlado por qualquer religião e mais divertido, logo mais aliciante para toda a população numa cultura onde está a enraizar-se um laicismo agressivo e uma queda da prática e cultura religiosa, afinal os Portugueses apenas estão a despertar com a ajuda da hierarquia da Igreja para tradições milenares abafadas pela própria Igreja.

Read Full Post »

%d bloggers like this: