Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 5 de Julho, 2015

Parece que a Grécia está dividida entre o “Sim – Nai” e o Não – Oxi” ao referendo que hoje se realiza naquele País e até compreendo, fustigados pela austeridade dos anteriores governos e com o piorar das condições de vida com o atual com uma proposta radicalmente diferente, o povo só sente a situação a degradar-se cada vez mais depressa e é difícil saber em quem e no que confiar.

Contudo, vejo que em Portugal muitos se sentem seguros numa ou noutra opção, talvez mais convictos que a própria maioria dos gregos, mas também deduzo que a maioria destes convencidos é-o por uma questão ideológica: a esquerda não comunista defende em massa o Não, sente-se que vê neste referendo a última hipótese de o Syriza conseguir dobrar a Europa, já que até ao momento o Governo de Tsipras em nada melhorou a vida dos helénicos; enquanto muita direita vê na vitória do Sim uma oportunidade de derrotar esta esquerda radical, um sucesso poderia alastrar a ideologia pela Europa.

Pela minha parte confesso que não estou seguro do que será melhor quer para os Gregos, quer para os Portugueses, vejo riscos em ambas as opções, só faço votos que a solução que vencer seja a melhor para todos e tenho a ideia que quem não concorda com as politicas da eurozona, então corajosamente deve assumir a saída do euro.

O Syriza usa como escudo o seu povo, mas parece incapaz de pôr em prática a sua teoria sozinho. São os outros que têm de dobrar-se à vontade grega, uma chantagem que pouco difere da que se diz vir da eurozona. Se a Grécia quer algo diferente está no seu direito, mas a eurozona também tem estados cujos governos foram eleitos e criaram um modelo de moeda única diferente já antes dos helénicos terem entrado no grupo.

Contudo sobre quem vai claudicar e o que garante o melhor futuro para a Grécia, Portugal e a Europa, eu, sinceramente, tenho ainda muitas dúvidas sobre qual o caminho a escolher.

Read Full Post »

%d bloggers like this: