Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 16 de Abril, 2015

Este economista da Universidade de Yale e galardoado com o prémio Nobel ,não escreve uma obra para ensinar o leitor como funciona o sistema financeiro, antes serve-se deste livro para explicar porque acredita que este e todos os seus intervenientes são necessários para um mundo melhor enquanto reconhece que apesar das suas imperfeições o capitalismo ainda é o melhor de todos para o evoluir da sociedade.
Shiller começa por explicar o que pode fazer e a importância de 18 tipos de intervenientes na economia, começando pelo papel de CEO das empresas, passando pelos banqueiros, corretores, lobistas e indo até ao filantropo. Isto sempre numa perspetiva de que a finança deve ser constituir-se numa arquitetura para se alcançarem os objetivos da sociedade em termos de socioeconomia.

O autor assume a existência defeitos no sistema e vícios individuais, mas também reconhece virtudes na maioria dos homens do mundo da finança e com fortes componentes altruístas, que importa explorar. Depois aponta alguns aspetos para aperfeiçoar o modelo atual, sobretudo tendo em conta a realidade dos Estados Unidos, tanto no campo legislativo,como psicológico, bem como do mecenato, tendentes para o principal objetivo de Shiller: a democratização de finança como via para um futuro melhor, que seja mais justo e livre, sem imposição de uma sociedade igualitária, contudo menos desigual à que se desenha presentemente.

O autor é um otimista, um crente no ser humano e no capitalismo ocidental, mas não haja dúvidas que o livro tem pistas para reflexão e aponto aspetos para melhorar aquilo a que outros se limitam a chamar a ditadura financeira e impor outros modelos que também não deram bons resultados ou existem muitas dúvidas sobre a sua eficácia para o objetivo de um futuro melhor .

Read Full Post »

%d bloggers like this: