Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 24 de Janeiro, 2015

Por norma não gosto de chavões fortes no discurso político, pois tendem a atrair a mente das pessoas para o secundário dificultando-lhes uma análise mais completa das questões, ficam obcecadas e caem como peixinhos no isco do anzol deitado pelo autor do discurso sem ver o que está escondido por detrás e que lhes trará dissabores futuros.

No caso da queda do muro de Berlim houve uma euforia por toda a Europa, mas a longo prazo quem lucrou de facto foi aquele país que já era o mais rico e maior da União Europeia, ficou mais forte e prepotente contra os pequenos estados periféricos como Portugal.

Agora se as minhas perspetivas não falharem, lucrará com as viagens low cost de avião apenas a ilha maior e mais forte dos Açores e não me admirava nada que as mais pequenas e periféricas fossem as que mais perderão na sua economia e espero que Duarte Freitas não deixe que o cenário da queda do muro não seja padrasto para o Triângulo e outras parcelas periféricas do Arquipélago.

Read Full Post »

%d bloggers like this: