Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 4 de Agosto, 2014

Depois das proporções da crise no Grupo Espírito Santo e das suas repercussões no BES, deixei de acreditar numa solução que fosse totalmente justa: haverá sempre quem seja prejudicado sem ter culpas.

Todavia, o que mais me preocupava nos últimos dias é que a opção fosse simplesmente nacionalizar o banco com as suas dívidas, resultante do buraco criado pelas fraudes e especulações detetadas no GES, de modo a que todos os Portugueses (classe média) pagassem uma fatura por igual, enquanto accionistas do BES veriam o custo dos seus maus investimentos passar para as pessoas que nem têm dinheiro para comprar ações ou fazer derivados altamente rentáveis com este modelo de repartir os riscos por todos e concentrar os lucros das mais-valias por quem especula.

Pelo que percebi até agora, a solução que mais temi não foi a tomada, a divisão do banco em dois, onde os acionistas ficam com o banco mau e onde a gestão consistirá em minimizar as perdas, de modo a recuperar alguns potenciais ativos e diminuir algumas das principais dívidas, para que quem investiu perca o mínimo e se esta operação der lucro tal irá para o capital do Novobanco, à partida parece-me mais justa que a tomada com o BPN… embora perceba que pequenos acionistas que investiram algumas das suas escassas poupanças ao lado dos especuladores viciados e gananciosos paguem uma fatura equivalente como se fossem tão viciados no esquema quanto os abutres.

Dizer que não sobrará nada para os outros Portugueses é algo que não acredito como sendo completamente verdade, alguma coisa para nós sobrará, mas se forem apenas umas migalhas face ao buracão criado e se forem os especuladores, os banqueiros culpados e os seus gestores bancários gananciosos os principais prejudicados, já estamos numa solução bem melhor do que a que temi antes e espero que não me estejam a tentar enganar como fizeram com o BPN no anterior Governo (quando de facto não me deixei enganar e o tempo me deu total razão).

Read Full Post »

%d bloggers like this: